Treino e Nutrição: a fórmula para o resultado certo

Os benefícios que a prática regular de exercícios promove ao nosso organismo são muitos. Vão desde a redução da gordura corporal e ganho de massa muscular até benefícios em relação ao metabolismo e promoção de bem-estar geral. E quem decide aderir a uma rotina de treinos sabe que a alimentação é uma parte essencial dos resultados.

Tudo que é ingerido pelo nosso organismo serve de base e fonte de energia para as células ou é armazenado como gordura no tecido subcutâneo. A forma e a frequência de consumo desses alimentos são fatores que interferem na liberação de hormônios.

Além disso, eles também podem facilitar o ganho de massa muscular e a queima de gordura ou, o contrário, fazer com que o organismo destrua massa muscular e acumule ainda mais gordura. Portanto, ter controle sobre a dieta, principalmente antes e depois dos treinos, é fundamental para garantir que o exercício terá o objetivo desejado.

A refeição pré-treino, por exemplo, tem como objetivo manter os níveis de glicose no sangue dentro da normalidade durante o treino, para que não ocorra hipoglicemia ou fadiga e tenha um bom rendimento durante a atividade. A composição dessa refeição depende de fatoras como horário do exercício, duração, intensidade e modalidade. Tanto para os treinos aeróbios (corrida, ciclismo, natação) quanto para os de força (musculação) a sugestão é investir principalmente em fontes de carboidratos.

Já a alimentação pós-treino ajuda na recuperação do organismo e nos estoques de energia. Quando terminamos os exercícios e não nos alimentamos corretamente, o corpo poderá usar a massa muscular para repor a energia gasta, causando perdas musculares indesejadas. Assim, o consumo de alimentos fonte de proteínas pós-treino é importante para recompor a massa muscular.

E, claro, água é importante durante todo o processo. O corpo perde água continuamente durante o exercício por causa da sudorese e deve ser reposta para evitar a desidratação e seus efeitos deletérios sobre o organismo, tais como sensação de fadiga e redução da eficácia dos treinos.

Vale lembrar que suplementos alimentares, como BCAA ou whey protein, só devem ser ingeridos sob orientação de um profissional especialista em nutrição, seja ele nutricionista ou nutrólogo. Esse profissional avaliará seu estado nutricional, propor uma dieta e decidir se os suplementos são realmente necessários. Se o consumo for recomendado, o mesmo profissional decidirá em qual quantidade e quando eles devem ser consumidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s